SAMBÓDROMO DE BELO HORIZONTE

SAMBÓDROMO DE BELO HORIZONTE
Conheça as propostas de projeto para o espaço do samba na capital mineira.

Luto para o Samba e quadrilha de Belo Horizonte

Luto para o Samba e quadrilha de Belo Horizonte


Ingrid da Conceição Rosa 
(Didi)

  Dia 04 de Novembro de 2018, aos 23 anos de idade, vítima de um acidente de moto, o samba  e a quadrilha de Belo Horizonte perde uma grande artista que com muita simpatia nos levou acreditar no amor, na bondade e na esperança. 
Uma moça de personalidade forte e mãe de um lindo garoto, Thalisson  de 5 anos,  ela nos deixará com saudades de um sorriso desigual de tantos. 
No tablado dos Concursos de Quadrilhas do Arraial de Belo Horizonte ela dançou e encantou nos grupos  de quadrilha tradicionais: Flô de Laranjeira e Pé Rachado.  

Arquivo de origem ainda desconhecida 


https://scontent.fplu4-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/45502881_1172558289576245_8197497567534120960_n.jpg?_nc_cat=110&_nc_ht=scontent.fplu4-1.fna&oh=8785c1b4a7695cf5f6782c7a8ee940c1&oe=5C7AB241

Residia no bairro Belo Vale na cidade de  Santa Luzia, a família desconhecia como ela era querida e quantos amigos ela tinha feito na vida, com o acidente  foram  muitas  as orações  demonstrações de carinho e solidariedade que recebeu para sua cura, mas infelizmente nos deixa esta jovem mulher, negra, mãe e artista. 
Só nos resta agradecer pela honra de termos convivido com ela e pedir a Deus que a acolha na paz eterna. 

Na escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova, Ingrid Rosa ( Didi) era uma das mais animadas Passista que trazia muito charme e alegria ao grupo.

Fotografia e arquivo : Edison Luiz 

Fotografia e arquivo : Edison Luiz 
  
"A agremiação se sente órfã com esta perda e claro os propósitos de Deus são únicos e cabe  nós somente aceitar, sentiremos muito esta perda , como já sentimos,  as meninas se sentem desamparadas mas buscando compreender o acontecido.Acreditamos no que ela passava pra gente no amor em grupo e na participação e força de todas juntas unidas e  é nesta perspectiva é que pretendemos seguir, como diz "o samba não pode parar" e acreditamos que ela também gostaria que isto continuasse mesmo", diz o vice presidente da Escola de Samba e ensaísta da Ala de Passistas o arquiteto e  carnavalesco Leo de Jesus.



Os parentes e amigos convidam para o velório acontece das 09:00 as 15:00 quando acontecerá o sepultamento no cemitério Belo Vale em Santa Luzia


Uma homenagem a Passista da escola de Samba Acadêmicos. 

 Produção Leo de Jesus 



3 comentários: